Possibilidades da impressão 3D no laboratório

A impressão 3D permite a confecção de diferentes tipos de trabalhos em diferentes materiais, trazendo mais precisão, agilidade e qualidade aos trabalhos odontológicos realizados no laboratório. Entre eles, podemos destacar:

  • Impressão de guias cirúrgicos;
  • Possibilidade de imprimir vários modelos ao mesmo tempo, seja modelos simples ou complexos com gengiva;
  • Impressão de Alinhadores
  • Placas miorrelaxantes sem precisar incluir em muflas (muito mais rápido e prático);
  • Impressão de vários dentes ao mesmo tempo em material calcinável para fundição ou injeção;
  • Impressão de próteses totais, parciais e protocolos.

Como funciona a impressão 3D no laboratório?

A impressora 3D torna físico projetos ou malhas digitais. Antes da impressão é necessário um planejamento minucioso do caso com um especialista para o sucesso do trabalho odontológico.

Geralmente a impressão 3D precisa ser um trabalho em conjunto entre o consultório odontológico e o laboratório, assim sendo:

Consultório:

O dentista realiza o caso clínico do paciente e o planejamento do tratamento na clínica, para depois enviar ao laboratório para a impressão. Mas em alguns casos o dentista pode enviar apenas a moldagem digital do paciente e o planejamento pode ser feito no laboratório.

Laboratório:

Já no laboratório, o protético usará um software CAD para realizar o planejamento (se necessário) e depois fará o posicionamento desse projeto no software slice da impressora 3D, indicando a melhor posição de impressão e o tipo de resina que será utilizado.

A impressão 3D é uma tecnologia que facilita muito o trabalho tanto de protéticos, quanto de dentistas, pois traz mais agilidade e precisão aos trabalhos.

 

Tecnologias de impressão 3D mais utilizadas na odontologia

As impressoras mais utilizadas na odontologia são as de resinas, que são divididas por diversas tecnologias de impressão, como:

LCD (Liquid Crystal Display)

Similar a tecnologia DLP, porém mais rápida, a LCD tem a vantagem de deixar os equipamentos mais compactos (dispensa o uso do projetor e possui uma tela de LCD para a projeção das camadas que irão fotopolimerizar a resina).

 

DLP (Digital Light Processing)

A tecnologia DLP utiliza a projeção digital de luz para realizar a impressão 3D. Tem velocidade de impressão maior, porém pode ser considerada um pouco menos precisa que a tecnologia SLA.

 

SLA (Stereolitography)

Pode ser considerada levemente mais demorada que as demais, pois o feixo de laser que fotopolimeriza a resina precisa percorrer uma camada por vez. Em contrapartida, é uma tecnologia que oferece alta precisão na reprodução de detalhes.

 

 

Vantagens da impressão 3D no lab

  • Possibilidade de atender um nicho de mercado, que são os dentistas digitais;
  • Exclui a necessidade do vazamento em gesso do modelo, deixando o local de trabalho mais “limpo”;
  • Agilidade e rotatividade maior de trabalho;
  • Possibilidade de estar à frente dos concorrentes no mercado.